• Confraria dos Gastrónomos da Região de Lafões
    Confraria dos Gastrónomos da Região de Lafões
  • Confraria das Sardinhas Doces de Trancoso
    Confraria das Sardinhas Doces de Trancoso
  • Confraria da Marmelada de Odivelas
    Confraria da Marmelada de Odivelas
  • Confraria Gastronómica da Madeira
    Confraria Gastronómica da Madeira
  • Confraria dos Ovos-moles
    Confraria dos Ovos-moles
  • Confraria Nabos e Companhia
    Confraria Nabos e Companhia
  • Confraria Gastronómica “As Saínhas de Vagos”
    Confraria Gastronómica “As Saínhas de Vagos”
  • Confraria de Saberes e Sabores da Beira “Grão Vasco”
    Confraria de Saberes e Sabores da Beira “Grão Vasco”
  • Confraria Gastronómica do Arroz e do Mar
    Confraria Gastronómica do Arroz e do Mar
  • Confraria da Fogaça da Feira
    Confraria da Fogaça da Feira
  • Confraria da Gastronomia do Ribatejo
    Confraria da Gastronomia do Ribatejo
  • Confraria do Bucho Raiano
    Confraria do Bucho Raiano
  • Confraria Gastronómica dos Aromas e Sabores Raianos
    Confraria Gastronómica dos Aromas e Sabores Raianos
  • Confraria da Carne Barrosã
    Confraria da Carne Barrosã
  • Confraria Atlântica do Chá
    Confraria Atlântica do Chá
  • Confraria da Chanfana
    Confraria da Chanfana
  • Confraria Almas Santas da Areosa e do Leitão
    Confraria Almas Santas da Areosa e do Leitão
  • Confraria Gastronómica “O Rabelo”
    Confraria Gastronómica “O Rabelo”
  • Confraria das Papas de S. Miguel
    Confraria das Papas de S. Miguel
  • Confraria de Saberes e Sabores da Beira “Grão Vasco”
    Confraria de Saberes e Sabores da Beira “Grão Vasco”
  • Confraria do Maranho
    Confraria do Maranho
  • Confraria do Bolo de Ançã
    Confraria do Bolo de Ançã
  • Confraria Gastronómica do Bucho de Arganil
    Confraria Gastronómica do Bucho de Arganil
  • Confraria do Queijo Serra da Estrela
    Confraria do Queijo Serra da Estrela
  • Confraria dos Gastrónomos da Região de Lafões
    Confraria dos Gastrónomos da Região de Lafões
  • Confraria da Lampreia de Penacova
    Confraria da Lampreia de Penacova
  • Confraria Gastronómica de Almeirim
    Confraria Gastronómica de Almeirim
  • Confraria Gastronómica Pinhal do Rei
    Confraria Gastronómica Pinhal do Rei
  • Confraria do Vinho de Lamas
    Confraria do Vinho de Lamas
  • Confraria Gastronómica das Tripas à Moda do Porto
    Confraria Gastronómica das Tripas à Moda do Porto
  • Confraria da Broa d’Avanca
    Confraria da Broa d’Avanca
  • Confraria Gastronómica da Gândara
    Confraria Gastronómica da Gândara
  • Confraria do Chícharo
    Confraria do Chícharo
  • Confraria Gastronómica O Moliceiro
    Confraria Gastronómica O Moliceiro
  • Confraria Queijo do Rabaçal
    Confraria Queijo do Rabaçal
  • Confraria Gastronómica
    Confraria Gastronómica "Gastrónomos dos Açores"
  • Real Confraria da Cabra Velha
    Real Confraria da Cabra Velha
  • Confraria do Queijo de São Jorge
    Confraria do Queijo de São Jorge
  • Confraria Gastronómica do Mar
    Confraria Gastronómica do Mar
  • Confraria dos Sabores da Abóbora
    Confraria dos Sabores da Abóbora
  • Confraria Gastronómica de Sever do Vouga
    Confraria Gastronómica de Sever do Vouga
  • Confraria da Doçaria Conventual de Tentúgal
    Confraria da Doçaria Conventual de Tentúgal
  • Confraria do Anho Assado com Arroz no Forno
    Confraria do Anho Assado com Arroz no Forno
  • Confraria da Castanha
    Confraria da Castanha
  • Confraria dos Gastrónomos do Algarve
    Confraria dos Gastrónomos do Algarve
  • Confraria Gastronómica do Cabrito e da Serra do Caramulo
    Confraria Gastronómica do Cabrito e da Serra do Caramulo
  • Confraria da Broa de Avintes
    Confraria da Broa de Avintes
  • Confraria do Bodo
    Confraria do Bodo

 

 

 

Gastronomic Fraternity
Garments

All the garments

trages

Events

Mon Tue Wed Thu Fri Sat Sun
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

 

 

Know-how

Travesseiros de Sintra

Características particulares: Bolos de massa folhada recheados com doce de ovos e amêndoa que tradicionalmente se comem ainda quentes.

Região: Lisboa e Vale do Tejo

Ingredientes utilizados: Massa folhada, doce de ovos, amêndoas e açúcar.

Modo de preparação: Prepara-se uma massa folhada de quatro voltas que se estende com cerca de meio centímetro. Corta-se em retângulos de 10 a 12 cm, recheiam-se e enrolam-se. Vão ao forno muito quente, salpicando-se com açúcar à saída do forno. O doce do recheio é feito juntando a açúcar em ponto de pérola morno, gemas de ovos e amêndoa ralada.

Disponibilidade do produto ao longo do ano: Durante todo o ano.

Historial do produto: Sintra é uma região por excelência turística. Muitos lisboetas têm por hábito ir aos fins-de-semana até Sintra gozar da paisagem e regalar-se com os doces típicos desta vila. Existem na vila confeitarias bastante antigas que preparam para além dos travesseiros, as afamadas queijadas, as nozes douradas entre outras.
A invenção da receita cabe à Sr.ª D.ª Constância, que os começou a vender na década de 40 na confeitaria da Piriquita, daí que os bolos também sejam conhecidos como Travesseiros da Piriquita.

Uso: Como guloseima afamada comem-se a qualquer hora do dia. Em Sintra, aos fins-de-semana, veem-se filas de pessoas à espera da sua vez para comerem um Travesseiro bem quentinho.

Fonte: Produtos Tradicionais Portugueses, Lisboa, DGDR, 2001