A Comissão Europeia registou a denominação “Amêndoa Coberta de Moncorvo” como IGP ao abrigo do Regulamento de Execução (UE) 2018/406 , publicado em JOUE L74 de 16 de Março, sendo que a partir desta data passou a estar inscrita no registo das denominações de origem protegidas e das indicações geográficas protegidas da União Europeia.

Selos dos CTT homenageiam Raças Autóctones Portuguesas

Os CTT dedicam a sua mais recente emissão filatélica a seis raças pecuárias de origem portuguesa. O touro de raça Mertolenga, a vaca Barrosã, as ovelhas Galega Mirandesa e Merina Preta, e as cabras Algarvia e Serrana são as espécies escolhidas para representar este património genético português.

CTT — Raças Autóctones de Portugal

Ler mais

 

Visita de estudo de alunos dos EUA do Hartwick College - NYA DGADR organizou uma sessão de formação para um grupo de alunos dos EUA do Hartwick College - NY em visita de estudo a Portugal. Esta sessão visou contextualizar a implementação dos conceitos de denominação de origem e de indicação geográfica na UE e em Portugal e a degustação e divulgação de alguns produtos portugueses com DOP ou IGP. Esta sessão contou igualmente com a presença do Professor Sandro Mendonça, do Departamento de Economia do ISCTE-IUL.

Doces tradicionais portugueses chegam a nova emissão filatélica dos CTT

No dia 12 de maio de 2017 os CTT apresentaram uma nova emissão filatélica de selos autoadesivos dedicados a uma das mais perenes heranças gastronómicas nacionais: os doces tradicionais portugueses.  O pastel de Belém, os ovos-moles de Aveiro, o pastel de Tentúgal e as queijadas de Vila Franca do Campo foram os escolhidos de entre várias iguarias da doçaria portuguesa.

CTT - Doces Tradicionais

 Saiba mais...

logo publico

O Jornal Público, do passado dia 26 de novembro, publicou, a crónica de Miguel Esteves Cardoso, uma apreciação onde dá destaque à plataforma ”Produtos Tradicionais Portugueses“ da responsabilidade da Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural. Com o inventário dos "Produtos Tradicionais Portugueses" pretende-se maioritariamente contribuir para a valorização e promoção dos produtos tradicionais portugueses pelo que, nesse âmbito, a DGADR em colaboração com a Federação Portuguesa das Confrarias Gastronómicas (FPCG) e com a MINHA TERRA - Federação Portuguesa de Associações de Desenvolvimento Local, tem vindo também a desenvolver um trabalho sistemático de levantamento documentado do receituário tradicional português.

Ler o artigo

Workshop "Agricultura Biológica e Valorização dos Produtos Locais"

A Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte, com a colaboração da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, a Minho Origem e a DGADR promove no próximo dia 28 de novembro, em Vila Nova de Famalicão, o Workshop “Agricultura Biológica e Valorização dos Produtos Locais”.

Num contexto de crescente interesse pela agricultura biológica, quer pelos produtores, quer pelos consumidores, e sendo a agricultura biológica um modo de produção ambientalmente sustentável, pretende-se sensibilizar os produtores, os técnicos das Organizações Agrícolas e os consumidores para este Modo de Produção. Considerando, por outro lado, a diversidade e as potencialidades das produções locais, que em muito contribuem para o desenvolvimento das zonas rurais, serão também apresentadas algumas formas de valorizar os produtos locais.

A inscrição é gratuita e poderá ser efetuada na página da DRAPN.

Programa do workshop