Alho da Graciosa IGP

Descrição: O Alho da Graciosa da espécie Allium sativum L., produzido exclusivamente na ilha Graciosa, tem como principais características:
- Textura firme e macia;
- Sabor de intensidade alta, muito agradável que deixa um gosto residual pouco persistente;
- Cheiro de intensidade média-baixa (sem ser esmagado);
- Diâmetro da cabeça superior a 3 cm;
- Cor das túnicas dos dentes: rosa avermelhado;
- Apresenta valores elevados de Zinco (superior a 7 mg/Kg), Ferro (superior a 8mg/kg); Magnésio (superior a 170 mg/kg) e Alicina (superior a 3500 mg/kg).

Método de produção: Para a produção do Alho da Graciosa são selecionados terrenos com boa exposição solar e abrigados de ventos fortes dominantes. O terreno é preparado no início do Outono e são selecionados os melhores alhos das cultivares da ilha Graciosa, isto é, cabeças sãs, isentas de pragas e doenças, com os dentes exteriores maiores e de cor rosa avermelhada. A plantação é realizada, sobretudo, nos meses de dezembro e janeiro. A colheita é realizada quando a folhagem está seca, o que costuma ocorrer durante o mês de junho. As plantas ficam a secar, expostas ao sol, dois ou três dias, quando as condições climáticas o permitem. Podem também ser secas em molhos (plantas inteiras com os bolbos entrelaçadas) num local coberto.


Características particulares: O Alho da Graciosa é muito utilizado na gastronomia Açoriana e da ilha Graciosa, pois além do sabor e aroma inconfundível, é utilizado como conservante alimentar, devido à concentração de alicina.


Área de produção: A área geográfica de produção do Alho da Graciosa, é a ilha Graciosa, no arquipélago dos Açores.


História: O alho implementou-se com sucesso na ilha Graciosa, desde a chegada dos primeiros povoadores no início do século XV, devido às condições edafoclimáticas propícias ao seu cultivo. De geração em geração, o Alho da Graciosa tem sido melhorado, pois os produtores guardam, para propagação, os melhores exemplares e aqueles que preservam as principais características, como a cor e o tamanho. Desde o início do povoamento, o regime das chuvas e a fertilidade dos solos revelaram-se favoráveis à cultura de produtos horto frutícolas, sendo o alho produzido pelos habitantes da ilha. A Graciosa sempre foi conhecida como a “Terra do Alho”, figurando este produto, em destaque, no brasão da freguesia de São Mateus.


Caderno de especificações (pdf)

Agrupamento de produtores
Adega e Cooperativa Agrícola da Ilha da Graciosa, CRL


Organismo de Controlo e Certificação
IAMA, IPR. - Instituto de Alimentação e Mercados Agrícolas


Publicações no Jornal Oficial da EU

Publicação em DR