Produtos Tradicionais Portugueses

Produtos Tradicionais Portugueses

Amêndoa Douro DOP

Amêndoa Douro DOP

Descrição: Amêndoa com casca, proveniente de diversas variedades de Prunus Amygdalus L., que apresenta características próprias da respetiva variedade, bem desenvolvida, de coloração uniforme e praticamente isenta de defeitos. É um produto natural com características personalizadas resultante da conjugação harmoniosa de clima, solo, variedades bem adaptadas e operações culturais próprias.

Método de produção: A transformação da Amêndoa Douro DOP consta das seguintes operações:
a) Britagem que poderá ser do tipo industrial ou artesanal
b) Separação casca-miolo que poderá ser feita mecânica ou manualmente
c) Calibragem
d) Seleção do miolo
e) Pelagem
f) Torrefação
g) Embalagem
O acondicionamento da amêndoa e miolo deverá ser sempre efetuado em local seco, arejado e em boas condições higiénicas.
Sempre que haja lugar a embalamento da amêndoa em casca e do miolo em natureza, pelado ou torrado, esta deve ser efetuada de modo a conservar a pureza e características durante o período normal de armazenamento e consumo.
As amêndoas devem apresentar-se inteiras, sãs, em bom estado de desenvolvimento, limpas, com cor, odor e sabor característicos e isentas de matéria estranha, insetos, ácaros ou bolores ou humidade exterior. Para comercialização não podem ser misturadas diferentes variedades no mesmo lote. A amêndoa com casca apresenta-se no mercado em embalagens de 250 g, 500 g, 1 kg e 5 kg. O miolo apresenta-se cru ou torrado, em embalagens de 100 g, 250 g, 500 g, 1 kg, 5 kg, 10 kg, 15 kg e 25 kg.

Área de produção: Concelhos de Alfândega da Fé, Moncorvo, Freixo de Espada a Cinta, Vila Flor, Vila Nova de Foz Côa, São João da Pesqueira (com exceção das freguesias de Riodades e Paredes da Beira), freguesias de Castelo Branco e Meirinhos do concelho de Mogadouro, freguesia de Escalhão do concelho de Figueira Castelo Rodrigo, e freguesias de Poço do Canto, Fonte Longa, Meda, Longroiva, do concelho de Meda.

História: A existência de amendoais na região do Douro remonta praticamente às origens das povoações. Assim, no livro Memória das notícias de El-Rei Nosso Senhor ordena que se deam à Academia Real da História Portuguesa, da Camara desta Vila da Torre de Memcorvo e lugares de seu termo (1721) diz-se: “Tem esta vila 550 moradores… é muito aprazível e amena, com muitos pomares e boas frutas: colhe muito azeite… amêndoa e mais legumes”.

Caderno de especificações (pdf)

Área Geográfica

Agrupamento de produtores 
Associação de Produtores de Amêndoa do Alto Douro

Publicação em DR
Aviso 7863/2000, de 08.05.2000