Produtos Tradicionais Portugueses

Produtos Tradicionais Portugueses

Farinheira da Guarda

Farinheira da Guarda

Descrição: Enchido à base de pão de trigo, água da cozedura de ossos e carnes. gordura fundida de porco, condimentos (sal, colorau doce e piripiri) e tripa de vaca como invólucro. Tem cerca de 25 a 35 cm de comprimento, 2,5 a 3,5 cm de largura e 150 a 250 g de peso.

Região: Centro.

Outras denominações: Farinheiro da Guarda.

Particularidade: Produto de cor alaranjada-escura, em forma de ferradura, textura exterior ligeiramente rugosa, relativamente mole e corri tendência a expandir quando cortada às rodelas, após ser cozida. A pasta interna é semimole e medianamente homogénea. O aspeto exterior é ligeiramente rugoso. Tem sabor gorduroso e ligeiramente picante.

História: É um produto regional, típico da zona, sendo esta tipicidade reconhecida. A Farinheira da Guarda é referenciada na obra de Maria de Lourdes Modesto como prato regional de valor, acrescentando a autora, para além da receita, que este enchido, na região da Guarda, é designado no masculino: «farinheiros». Também Manuel Leal Freire, nos seus quadros etnográficos, refere: «O toucinho, os presuntos, as chouriças, farinheiras e morcelas... são calculadamente distribuídos pelos dias de festa e da semana, levando-se em conta a eventualidade em que se está de aparecer um hóspede, um parente ou um passageiro.»

Uso: consumida em pratos de cozinha típica regional.

Saber fazer: o pão de trigo é partido às fatias finas e amolecido com a água quente da cozedura da carne e dos ossos. Junta-se a gordura de porco fundida, esmaga-se a pasta obtida com as mãos e tempera-se com os vários condimentos. Enche-se tripa de vaca e coloca-se no fumeiro (com lenha de carvalho e castanheiro)

Padrão da Raça Suína Bísara: Conforme definido no Regulamento do Livro Genealógico os suínos da Raça Bísara caracterizam-se morfologicamente do seguinte modo:

Bisaro 1Aspeto geral — Animais grandes, chegam a atingir 1 m de altura e 1,5 m desde a nuca à raiz da cauda;
Pelagem — Branca, preta ou malhada; pele geralmente grossa e as cerdas normalmente compridas, grossas e abundantes;
Cabeça — Grossa e de perfil côncavo; crista occipital dirigida para diante, tromba espessa e comprida, boca grande. Orelhas compridas, largas e pendentes, sem contudo cobrirem os olhos. Face pouco desenvolvida e papada reduzida;
Pescoço — Comprido e regularmente musculado;
Tronco — Tórax alto, achatado e pouco profundo, com costelas compridas e pouco arqueadas Dorso comprido, linha dorso-lombar convexa. Ventre esgalgado, com dez tetos ou mais. Flanco largo e pouco descido. Garupa de bom comprimento mas estreita, descaída e pouco musculada. Cauda de média inserção e grossa;
Bisaro 2Membros — De regular aprumo, compridos, ossudos e pouco musculados. Pés bem desenvolvidos mas brandos.

Fontes:
ANCSUB – Associação Nacional de Criadores de Suínos de Raça Bísara
Agroquisa – Ciências para a Qualidade de Vida
Ruralbit – Fotografias de Raças Autóctones