Produtos Tradicionais Portugueses

Produtos Tradicionais Portugueses

Ensopado de Borrego

Ensopado de Borrego

Descrição: Prato preparado constituído por carne de borrego, servido sobre fatias de pão e/ou acompanhado de batata cozida.

Características particulares: O pão ensopado no caldo da carne tem um papel preponderante na receita.

Região: Alentejo.

Ingredientes utilizados: Borrego, cebola, alho, tomate, salsa, folha de louro, pimenta, sal grosso, pimentão-doce, azeite, vinho branco, vinagre, pão e batata.

Modo de preparação: Corta-se a carne aos pedaços, tempera-se com sal, alho esmagado ou picado, louro, pimentão, pimenta e vinho e deixa-se marinar, pelo menos três horas. Num tacho, deita-se o azeite e aloura-se a carne, junta-se a cebola picada e refoga-se, acrescenta-se a marinada e o tomate migado muito miudinho e refoga-se. Quando a carne estiver cozida, junta-se o vinagre e rectificam-se os temperos Serve-se sobre fatias de pão duro, torrado ou frito e acompanha com as batatas cozidas.

Saber fazer: Existem diversas variações deste prato, consoante as regiões do Alentejo.

Formas de comercialização: Restaurantes.

Disponibilidade do produto ao longo do ano: Durante todo o ano.

Historial do produto: O ensopado de borrego, ritual e tradicionalmente associado à Páscoa e ao Equinócio da Primavera, terá divergido da primitiva açorda árabe tharîd (Rei, 2016).

Representatividade na alimentação local: Degustado sobretudo na época pascal, mas também em festas e casamentos.

Fonte: DGADR, com base no Livro Receitas e sabores dos territórios rurais (MINHA TERRA – Federação Portuguesa de Associações de Desenvolvimento Local, 2013), Carta Gastronómica do Alentejo - Monumenta Transtaganae Gastronómica (Confraria Gastronómica do Alentejo, 2013) e Rei, António (2016), A Açorda. Uma sopa de pão, da Alta Idade Média à atualidade, IEM /FCSH – Universidade Nova de Lisboa.

Foto: Cedida pela MINHA TERRA – Federação Portuguesa de Associações de Desenvolvimento Local.