Produtos Tradicionais Portugueses

Produtos Tradicionais Portugueses

Mel dos Açores DOP

Mel dos Açores DOP

Descrição: O Mel dos Açores DOP, na variedade Multiflora, é um mel do néctar das flores silvestres e das flores das árvores que crescem nesta área, incluindo ameixa, castanha, laranja, eucalipto e alecrim, bem como espécies subtropicais como banana, maracujá, abacaxi, abacate e goiaba. O Mel dos Açores DOP inclui ainda uma outra variedade, o Mel de Incenso, produzido a partir do néctar de uma espécie de Pittosporum ondulatum Hort, uma planta natural que cresce em todo o território dos Açores.

Método de produção: O Mel dos Açores DOP, na variedade Multiflora, é produzido durante todo o ano e é extraído a partir do início de maio. O Mel de Incenso é uma variedade do Mel dos Açores DOP produzida de janeiro a abril e que é extraída no final de maio. O mel é extraído por centrifugação e é deixado a maturar a uma temperatura controlada e, por último, quaisquer impurezas de superfície são removidas.

Características particulares: A qualidade do Mel dos Açores DOP resulta das condições naturais e do clima das ilhas dos Açores, com a sua rica e variada flora. O Mel dos Açores DOP na variedade Multiflora é castanho-escuro, tem uma consistência fluida e um sabor agradável. A variedade Mel de Incenso tem uma cor amarela muito clara, quase incolor e é muito doce, com paladar típico, baseado nos óleos essenciais do incenso.

Área de produção: O Mel dos Açores DOP é produzido em todas as ilhas dos Açores.

História: O Mel dos Açores DOP provém de uma longa tradição de apicultura nas ilhas dos Açores, que datam do século XVI. Em 1554, Gaspar do Rego Baldayal enviou uma carta ao rei sobre a produção de mel nas ilhas. O Mel de Incenso é quase um símbolo dos Açores, especialmente da ilha do Pico, embora seja a ilha de S. Miguel que produz a maior quantidade de mel. O aspecto mais importante da apicultura na zona está ligado à sua função ecológica, uma vez que garante uma grande percentagem da polinização da flora natural. O mel também tem um papel social uma vez que é produzido por grande parte da população local. Por último, representa uma parte importante da economia local por causa da elevada qualidade deste mel.

 

Marca de certificação
marca Mel Acores

Caderno de especificações (pdf)

Área Geográfica

Agrupamento de produtores
FRUTERCOOP – Cooperativa de Hortofruticultores da Ilha Terceira, C. R. L.

Organismo de controlo e certificação
IAMA – Instituto de Alimentação e Mercados Agrícolas

Publicações no Jornal Oficial da UE
Regulamento (CE) N.º 1107/96 da Comissão de 12.06.1996 – L 148/1

Publicação em DR
Despacho n.º 3/2000/A, de 01.06.2000
Despacho n.º 3/SRAP/1994,  01.02.1994
Despacho Normativo n.º 259/SRAP/1993, de 30.12.1993