Produtos Tradicionais Portugueses

Produtos Tradicionais Portugueses

Delícias do Convento

Delícias do Convento

Descrição: Pequenos bolos preparados com gemas de ovos, amêndoas com pele, açúcar e um leve toque de canela. Pesam cada um cerca de 50 g e medem 5,5 cm de diâmetro de base, a 3,5 cm de diâmetro de fundo e 2,5 cm de altura. Têm uma cor escura e uma consistência menos apudinada do que as restantes especialidades da casa. As Delícias do Convento são vendidas em caixas, de 6 ou à unidade, sendo cada bolo embrulhado em folha de papel muito fino. Quer o papel de embrulho quer as caixas de cartão são enriquecidos com uma fotografia do Convento de Santo António da Lourinhã.

Região:Lisboa e Vale do Tejo.

Particularidade: Bolos em forma de pequenos cones, de cor castanho-escura que lhes é conferida pela pele da amêndoa.

História: As Delícias do Convento relevam da velha tradição conventual portuguesa, já que se baseiam nos ingredientes habituais da doçaria religiosa — ovos, açúcar e amêndoa. Correspondendo ao pedido do pároco da Lourinhã, ansioso por encontrar uma nova forma de publicitar o Convento de Santo António, a Sr.ª D.ª Zélia Fortunato Pereira mais não fez do que, à receita antiga dos doces conventuais, acrescentar uma pequena inovação — não retirar o tegumento da amêndoa, o que confere a estas especialidades uma cor escura. Resta acrescentar que o Convento de Santo António da Lourinhã foi fundado em 1598 e restaurado de 1989 a 1993.

Uso: Muito apreciadas como sobremesa, as Delícias do Convento comem-se, por mera gulodice, a qualquer hora do dia.

Saber fazer: As amêndoas do Algarve com pele (tegumento da cor escura) são finamente moídas e incorporadas numa mistura de ovos e açúcar, à qual se adiciona uma leve pitada de canela em pó. Esta mistura é cozida em forno bem quente (cuja temperatura tem grande influência na consistência deste bolo), em formas previamente untadas com gordura.

Fonte: Produtos Tradicionais Portugueses, Lisboa, DGDR, 2001