Produtos Tradicionais Portugueses

Produtos Tradicionais Portugueses

Trouxas da Malveira

Trouxas da Malveira

Descrição: Bolos feitos com farinha, ovos e açúcar, recheados com um creme feito com farinha, leite, ovos, baunilha e frutos secos. Os bolos têm o formato de travesseiro com 8,5 a 5,5 cm e pesam cerca de 80 g. A espessura da massa é de cerca de 8 mm. Vendidos em caixas de 6 ou de 4 ou, ainda, à unidade.

Região: Lisboa e Vale do Tejo.

Outras denominações: Tortas ou Travesseiros Fofos.

Particularidade: Bolos com forma de travesseiro, recheados com um creme de baunilha e frutos secos.

História: Amândio Quinto estudou estes bolos e chegou à conclusão de que a sua origem era o Convento de Odivelas, donde teriam vindo pela mão de duas senhoras oriundas desse convento. Uma cantilena popular refere: «Compre trouxas da Malveira / Delícia que nos encanta / Não se esqueça de levar / Trouxas para a sua "santa"». Esta cantilena era reproduzida no interior das caixas de cartão onde as Trouxas eram vendidas.

Uso: Esta goluseima pode-se comer a qualquer hora do dia.

Saber fazer: Prepara-se uma massa de torta, tipo pão-de-ló, com ovos, farinha e açúcar. Corta-se em retângulos que se recheiam com o creme feito com leite, farinha de milho, ovos e frutos secos (em especial amêndoa). Esta receita, que, tendo sido a original, tem vindo a sofrer adulterações, está agora a ser recuperada pela casa herdeira das duas senhoras anteriormente citadas como oriundas do convento.

Fonte: Produtos Tradicionais Portugueses, Lisboa, DGDR, 2001