Produtos Tradicionais Portugueses

Produtos Tradicionais Portugueses

Queijo de Figo

Queijo de Figo

Descrição: O Queijo de Figo é preparado com camadas de figos espalmados, intercaladas com camadas de amêndoas sem pele. Tem cor escura (ao corte aparece salpicada de branco) e peso e dimensões variáveis com o formato.

Região: Algarve.

Outras denominações: Queijo de Maio.

Particularidade: Bolo em forma de queijo grande, feito com figo e amêndoa, em camadas.

História: Silva Lopes escreve: «assim como várias figuras matizadas com o mesmo figo, miolo de amêndoa e pinhão», o que julgamos ser uma referência à massa de figo com amêndoa de que é feito o Queijo de Figo. Thomaz Cabreira refere que «este, como os restantes doces de figo com exceção do Morgado de Figo — parece-nos ser de origem popular e justifica-se pela produção tradicional de figos nesta região». É um doce usual nas regiões serranas algarvias.

Uso: Como gulodice, a qualquer hora do dia. Tradicionalmente comia-se no dia 1 de maio, dia em que por tradição se ia merendar ao campo.

Saber fazer: Os figos e as amêndoas não são torrados. Cortam-se os figos secos espalmados na horizontal e as amêndoas peladas em lascas. Dentro de um cincho de folha ou uma tira de empreita, armada em rodela sobre a banca enfarinhada, dispõe-se uma camada de figos, cobre-se com aparas de amêndoa e borrifa-se com aguardente. Continua-se assim até encher o molde, acabando numa camada de figos. Coloca-se um peso por cima e fica assim durante meses. Tradicionalmente fazia-se com forma de pequenos queijos de cerca de 10cm de diâmetro, mas, sendo uma massa moldável, pode aparecer sob as mais variadas formas: barco, mapa, fogareiro, etc.

Fonte: Produtos Tradicionais Portugueses, Lisboa, DGDR, 2001