Produtos Tradicionais Portugueses

Produtos Tradicionais Portugueses

Fofos de Belas

Fofos de Belas

Descrição: Bolos cilíndricos, com 6cm de diâmetro, recheados com creme e polvilhados com açúcar em pó, preparados com uma massa leve de farinha, ovos e açúcar. São vendidos em caixas contendo 6 ou 12 bolos. Vendem-se ainda à unidade, aos balcões do estabelecimento.

Região: Lisboa e Vale do Tejo.

Particularidade: Bolos cilíndricos recheados com um creme fresco.

História: A Casa dos Fofos de Belas funciona desde 1840, com o pão-de-ló caseiro e outras doçarias ali confecionadas e vendidas nas feiras e romarias de Lisboa. Em 1850, as proprietárias da casa começaram a especializar-se, quase que exclusivamente, nos Fofos, abrindo então o estabelecimento ao público. A receita dos doces continua na família e a casa tem sido transmitida de geração em geração mantendo o seu carácter artesanal.

Uso: Consumidos a qualquer hora, são objeto de procura, não só pelos passeantes de fim-de-semana, como por muitos comerciantes que ali se deslocam diariamente para comprar os doces para vender nos seus próprios estabelecimentos.

Saber fazer: Batem-se as gemas com o açúcar, junta-se a farinha e, por fim, as claras em castelo. Coloca-se a massa nas respetivas formas e vão a cozer em forno aquecido a lenha de eucalipto, o que lhes confere um gosto tradicional e específico. São, depois de cozidos, polvilhados com açúcar, após o que se lhes faz um corte horizontal, introduzindo aí o creme. Este creme é feito com amido de milho, açúcar e gemas.

Fonte: Produtos Tradicionais Portugueses, Lisboa, DGDR, 2001