Produtos Tradicionais Portugueses

Produtos Tradicionais Portugueses

Filhós de Forma

Filhós de Forma

Descrição: São bolos feitos com farinha, ovos, açúcar, vinho do Porto, sumo de laranja, sal e água, cuja mistura é frita, utilizando uma forma metálica com desenhos variados.

Região: Alentejo.

Variantes: Filhós de Floreta.

Particularidade: Bolos fritos (filhós), muito finos e rendilhados, com a forma de flores, animais ou outras formas geométricas, cobertos com açúcar e canela.

História: Os doces e bolos fritos são típicos do Natal e do Carnaval no Alentejo. É da tradição popular que as filhós se faziam no Alentejo na quinta-feira das comadres (quinta-feira anterior ao Carnaval) para se presentearem as comadres, familiares e amigos. As Filhós de Forma são das que se fazem em maior abundância. Depois de fritas, eram antigamente postas a escorrer em peneiras metálicas, hoje substituídas por papel branco. A floreta é um ornato com forma de flor. A forma é constituída por uma haste fina, metálica, que termina numa base com cerca de 2 cm de altura e que tem forma redonda, quadrangular ou qualquer outra, recortada e rendilhada, de modo que parece uma flor ou uma borboleta, etc. A Sr.ª D.ª Joana Sobral, de Alcarias, Castro Verde, com cerca de 90 anos, continua a fazer estas e outras filhós segundo receitas que herdou da família.

Uso: Como guloseima. Muito utilizada para presentear amigos na altura do Carnaval.

Saber fazer: Juntam-se os ingredientes e água até obter uma massa mole que se deixa repousar. Na altura de fritar, aquece-se o óleo, mergulha-se a forma no óleo bem quente e depois na massa mas sem deixar que esta cubra a parte superior da forma. Introduz-se no óleo, sacode-se se necessário para a filhós se soltar e deixa-se fritar até alourar. Servem-se polvilhadas com açúcar e canela.

Fonte: Produtos tradicionais portugueses, Lisboa, DGDR, 2001