Produtos Tradicionais Portugueses

Produtos Tradicionais Portugueses

Areias Brancas

Areias Brancas

Descrição: Bolos apudinados, preparados a partir de gemas de ovos, amêndoa e açúcar.
Medem na base maior 5,5 cm, na menor 3,5 e têm de altura 2,5 cm e pesam cerca de 50 g. Têm cor amarela e são polvilhados com açúcar. A sua textura é cremosa. Apresentam-se no comércio em caixas de 6, sendo cada unidade revestida de papel branco plissado.

Região: Lisboa e Vale do Tejo

Particularidade: Bolos em forma de tronco de cone baixo, amarelo-dourados e polvilhados com açúcar.

História: São bolos tradicionais da Praia da Areia Branca (donde lhe vem o nome), perto da Lourinhã. Pensa-se, contudo, que os bolos tenham tido a sua origem num dos conventos da região. Atualmente, estes bolos são confecionados dos numa pastelaria, que justamente se chama Casa das Areias Brancas. É esta casa a detentora da marca registada. A sua proprietária, Sr.ª D.ª Zélia Paula Fortunato Pereira, aprendeu a fazê-las com a sua sogra que, por sua vez, tinha aprendido a receita com a mãe.

Uso: Muito apreciadas como sobremesa, comem-se contudo a qualquer hora do dia.

Saber fazer: Pisa-se muito finamente a amêndoa (é nesta operação que está o segredo do doce), mistura-se o açúcar e as gemas de ovos. Deita-se a mistura em formas previamente untadas. Vão ao forno a aloirar. A temperatura é determinante para a consistência final do bolo.

Fonte: Produtos tradicionais portugueses, Lisboa, DGDR, 2001