Produtos Tradicionais Portugueses

Produtos Tradicionais Portugueses

Regueifa da Páscoa

Regueifa da Páscoa

Descrição: Cor acastanhada, doce, macia, disponível com vários pesos e tamanhos.

Características particulares: Pão doce de formato redondo com buraco a meio.

Delimitação da área geográfica de produção: Concelho Santa Maria da Feira.

Ingredientes utilizados: Ovos, açúcar, manteiga, farinha, fermento, canela, vinho do Porto, leite e sal.

Modo de preparação: Junta-se farinha, fermento e leite e amassa-se. Vai a levedar. Depois juntam-se ovos e os restantes ingredientes: açúcar, vinho do Porto, sal e farinha e manteiga. Vai a levedar novamente. Depois de lêveda (c. 4 horas), fazem-se duas tiras que se entrançam e se enrolam, pincela-se com ovo batido e leva-se ao forno até ficar cozida.

Saber fazer: Tempo de levedura.

Formas de comercialização: Venda em mercearias, pastelarias e padarias de todo o Concelho

Disponibilidade do produto ao longo do ano: Fundamentalmente na altura da Páscoa. Se for guardada em pano-cru pode manter-se em boas condições durante pelo menos 1 mês.

Historial do produto: Esta regueifa, pão doce com tradição de muitos séculos, é imprescindível na mesa das famílias por altura da Páscoa. É habitual os Padrinhos oferecerem uma regueifa de folar, aos seus afilhados na época pascal.
Confecionada em forno de lenha, principalmente em freguesias do norte do concelho, era também servida durante os batizados acompanhada de uma caneca de vinho.

Representatividade na alimentação local: Ao pequeno-almoço, como sobremesa e ao lanche, podendo ser barrada com manteiga, queijo ou outro ingrediente e acompanhada com chá, leite ou qualquer outra bebida.

Disponibilidade do produto (em extinção, oferta contínua, recuperação): Oferta contínua durante todo o ano, principalmente ao fim-de-semana e em feiras.

Outras designações: Regueifa Doce.

Fonte: Confraria da Fogaça da Feira