Produtos Tradicionais Portugueses

Produtos Tradicionais Portugueses

Azeite de Trás-os-Montes DOP

Azeite de Trás-os-Montes DOP

Descrição: Azeite virgem extra e azeite virgem produzido a partir das variedades de azeitona Verdeal transmontana, Madural, Cobrançosa e Cordovil.

Método de produção: A colheita é feita quando o fruto se encontra num estado de maturação em que a coloração da epiderme é negra e a polpa varia de cor verde a violeta. Este processo pode ser mecânico ou manual.
Seguidamente as azeitonas são transportadas para o lagar, onde são lavadas e armazenadas em tulhas.
A moenda é efectuada de modo a que as massas não fiquem muito finas, nem muito grossas, para não dificultar a separação do azeite. A massa moída sofre uma termobatedura a uma temperatura inferior a 30-32 °C, durante 55 minutos nos sistemas contínuos e de 30 minutos nos clássicos.
A centrifugação não deve ser feita a temperatura superior a 35 °C, para evitar que o azeite fique demasiado escuro.

Características particulares: Azeite de baixa e muito baixa acidez, de cor amarela esverdeada. Possui aroma e sabor a fruto fresco, por vezes amendoado com uma sensação notável de doce, verde, amargo e picante.
Estas particularidades devem-se às características edafoclimáticas da região e das suas variedades tradicionais de azeitona.

Área de produção: O Azeite de Trás-os-Montes DOP é produzido na região Transmontana, nos concelhos de Mirandela, Vila Flor, Alfândega da Fé, Macedo de Cavaleiros, Vila Nova de Foz Côa, Carrazeda de Ansiães e algumas freguesias dos concelhos de Valpaços, de Murça, de Moncorvo, do Mogadouro, de Vimioso e de Bragança.

História: O consumo de azeite em Trás-os-Montes remota à Antiguidade. A plantação de olivais em Mirandela deve datar da primeira metade do século XVI. Em 1894 a produção chegou aos 776 quilolitros e em 1896 já existiam 12 lagares de azeite, na vila de Mirandela. Em 1903 o azeite desta região ganhou a medalha de prata na Exposição Agrícola.

Caderno de especificações (pdf)

Área geográfica

Agrupamento de produtores
AOTAD - Associação de Olivicultores de Trás-os-Montes e Alto Douro

Organismo de controlo e certificação
SATIVA, Desenvolvimento Rural Lda

Publicação jornal oficial UE
Reg. (CE) n.º 1107/96 - L148 21.06.1996

Publicação em DR
Despacho n.º 34/94, de 3 de fevereiro
Aviso n.º 4953/2011, de 18 de fevereiro

 

tm cordoviltm verdealtm maduraltm cobrancosa       
                 Cordovil                                       Verdeal                              Madural                                           Cobrançosa