Maçã de Alcobaça IGP

Descrição: Frutos dos grupos Casa Nova, Gol-den Delicious, Red Delicious, Gala, Fuji, Granny Smith, Jonagold, Reineta e Pink obtidos na área geográfica delimitada, caracterizados pela elevada consistência e crocância, pela elevada percentagem em açúcar e por uma acidez também elevada, o que lhes confere um gosto agridoce e aroma intenso. Os elevados teores de acidez total, é fundamental no equilíbrio entre os açúcares e os ácidos que confere às maçãs de Alcobaça o aroma e o sabor agridoce específicos que as diferenciam de outras.


Outras características qualitativas e sensoriais atribuídas às condições ecológicas particulares da zona de produção da maçã de Alcobaça, destaca-se a elevada consistência e textura crocante da polpa, a intensidade da coloração vermelha nos grupos de frutos vermelhos e bicolores, a intensidade aromática, a epiderme com lentículas ou lenticelas bem marcadas e abertas e a presença de carepa fechada na fossa ou cavidade peduncular.

Método de produção: A obtenção de frutos de qualidade depende da boa vocação frutícola dos solos e também das técnicas culturais e porta-enxertos utilizados. Após a plantação as arvores podem ser cortadas a 0,40 m ou deixadas de vareta intacta, consoante as técnicas de formação. Os compassos, em cultura intensiva de regadio, mais comuns são 3,5 m a 4,0 m na entrelinha e 0,80 m a 2,0 m na linha. A condução mais utilizada é o eixo vertical com intervenção mínima nos primeiros anos. A monda dos frutos, quando necessária, deverá ser sempre feita para melhorar a qualidade e evitar a alternância. O terreno do pomar durante o período de deficit hídrico deve manter-se isento de ervas . As maçãs são transportadas para as centrais fruteiras aonde são codificadas por lotes e rotuladas. A conservação é feita em câmaras de atmosfera normal e ou controlada, com temperatura/humidade e período de conservação de acordo com as exigências de cada variedade. Após conservação lavagem e calibragem, os lotes são embalados em diferentes tipos de embalagens.

Características particulares: As maçãs das variedades descritas, obtidas na área geográfica delimitada, caracterizam-se essencialmente pela elevada consistência e crocância, pela elevada percentagem em açúcar e por uma acidez também elevada, o que lhes confere um gosto agridoce específico e aroma intenso.

Área de produção: A área geográfica delimitada abrange, do ponto de vista administrativo, os concelhos de Alcobaça, Batalha, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Leiria, Lourinhã, Marinha Grande, Nazaré, Óbidos, Peniche, Porto de Mós, Rio Maior e Torres Vedras.

História: A zona de produção da maçã de Alcobaça corresponde à área do território secularmente conhecido por «coutos de Alcobaça». A delimitação inicial dos Coutos de Alcobaça deveu-se essencialmente aos factores políticos existentes à data (séc. XII/XIII), existindo indicações históricas de que, na realidade, a área se estendia mais para sul.

Os monges ocuparam assim as áreas com aptidão agrícola e que correspondem às atuais áreas de produção da maçã.
O cultivo de fruteiras, em especial de macieiras, começa logo a ter importante significado. Numa época em que a doçaria estava pouco desenvolvida, a maçã servia de sobremesa depois de faustosas refeições.

Caderno de espeficções (pdf)

Área geográfica

Agrupamento de produtores
APMA - Associação de Produtores de Maçã de Alcobaça marca maca alcobaca

Organismo de controlo e certificação
CODIMACO – Certificação e Qualidade, Lda

Publicações no Jornal Oficial da UE
JOUE L127 22.05.2015
JOUE L148 21.06.1996
JOUE C468 31.12.2014

Publicação em DR
Despacho n.º 3522/2012 – DR 2ª série de 9-03-2012
Despacho n.º 5682/2001 - DR 2ª série de 22-03-2001