Produtos Tradicionais Portugueses

Produtos Tradicionais Portugueses

Citrinos do Algarve IGP

Citrinos do Algarve IGP

Descrição: Os Citrinos do Algarve IGP são os frutos provenientes das espécies Citrus sinensis (laranjas), Citrus reticulate, Citrus Unshiu, C. deliciosa, C. mobilis (pequenos citrinos), Citrus paradisi (toranjas), Citrus limon (limões), Citrus limetta, Citrus limettioides (limas).

Método de produção: Os Citrinos do Algarve IGP são produzidos principalmente a partir das variedades: Dalmau (Navelina), Newhall and Valencia Late (laranjas), Okitsu, Fortuna, Encore, Ortanique, Clementina F [illeg.], Clementina Nules, Arrufantina, Hermandina, Fremont, Setubale [illeg.], Tangera, Tangerina Nova (Clemenvilla) (pequenos citrinos), M [illeg.] Seedless, Star Ruby (toranjas), Eureka, Lisboa, Lunário (limões).

Características particulares: Os Citrinos do Algarve IGP caraterizam-se pela sua casca fina, intensamente colorida e brilhante, e pelo seu elevado teor de sumo, o qual é particularmente doce. As caraterísticas climáticas regionais proporcionam dois picos de produção em dezembro/janeiro e em junho/julho.

Área de produção: A área de produção dos Citrinos do Algarve IGP está circunscrita aos concelhos de Albufeira, Castro Marim, Farim, Faro, Lagoa, Lagos, Monchique, Olhão, Portimão, S. Brás de Alportel, Silves, Vila Real de Santo António, Loulé (excetuando a freguesia de Ameixial) e Tavira (excetuando a freguesia de Cachopo).

História: Os citrinos surgem associados à flora do sul da Península Ibérica e demais zonas mediterrânicas, a partir de finais do século XIII, através dos genoveses que, por terra, demandaram a China e o Japão e dos portugueses que nos séculos X/XVI estabeleceram as rotas marítimas para a Índia, China e Japão e terão introduzido definitivamente o cultivo dos citrinos na região. Sintomático dessa ação é o fato de algumas espécies terem o nome “portuguesas”, na costa europeia do Mediterrâneo, “bourtougais” nas zonas árabes ou “portohal”, nas áreas de influência persa. Foi a partir daqui que os citrinos se espalharam pelo mundo; os árabes difundiram-nas no litoral leste de África até Moçambique, Cristóvão Colombo no Haiti, os anglo-holandeses no Cabo e os portugueses na América do Sul, de onde atingiram a Austrália. No Algarve, e desde tempos que remontam ao século XVIII, já as árvores de Natal eram decoradas com laranjas, facto bem demonstrativo da importância da cultura na região desde um passado longínquo.

Caderno de especificações (pdf)

Área geográfica

Agrupamento de produtores
UNIPROFRUTAL - União dos produtores horto-fruticolas do Algarve

Organismo de controlo e certificação
SATIVA - Controlo e Certificação de Produtos

Publicação no Jornal Oficial da EU
Regulamento (CE) n.º 1107/96 da Comissão de 12.06.1996 - L 148/1