Sidra da Madeira IGP

Descrição: A Sidra da Madeira é a bebida obtida a partir da fermentação do sumo natural proveniente da prensagem de frutos frescos de macieira (Malus domestica Borkh.) e, por vezes, também de misturas de frutos frescos de macieira e pereira (Pyrus communis L.), das variedades tradicionais e de outras variedades destas espécies produzidas na ilha da Madeira e elaboradas seguindo os modos de produção tradicionais regionais.
A Sidra da Madeira , apresenta-se como uma sidra natural obtida exclusivamente pela fermentação do sumo resultante do corte, trituração, esmagamento e prensagem de maçãs, peros e, por vezes, também de peras, cujo conteúdo em açúcares e em dióxido de carbono é unicamente de origem endógena, podendo também apresentar-se como sidra natural gaseificada, com efervescência resultante, no todo ou em parte, da adição de dióxido de carbono.
Em termos gerais, a Sidra da Madeira apresenta: um teor alcoólico mínimo de 5% (em volume a 20. ºC); um teor em açúcares fermentáveis inferior a 15 g/l; uma acidez total (em ácido málico) mínima de 3 g/l podendo chegar a 10 g/l; uma acidez volátil (expressa em ácido acético) máxima de 1,8 g/l e um teor máximo de dióxido de enxofre total (expressos em SO2) de 200 mg/l.
Consoante as combinações das variedades e das espécies dos frutos que lhe dão origem, a Sidra da Madeira pode apresentar uma coloração que vai do citrino brilhante ao amarelo palha, com nuances alaranjadas, sendo de aspeto límpido se filtrada ou com vestígios de partículas em suspensão se não filtrada.
Com um aroma genuíno e fresco, revela um caráter frutado de média a forte intensidade, com notas evidentes a maçã verde, a maçã madura, a marmelo e/ou a citrinos, formando um conjunto equilibrado e agradável.
Normalmente é tranquila, pouco doce e leve no corpo e evolui demonstrando harmonia entre a acidez e o amargor, terminando seca e distinguindo-se pela forte presença da maçã no aroma e no sabor e pela frescura conferida pela sua singular acidez.
A Sidra da Madeira apresenta-se no mercado como sidra engarrafada ou como sidra acondicionada em recipientes próprios (barris ou garrafões) para comercialização em estabelecimentos de bebidas e da restauração coletiva, para venda a retalho ao consumidor final.