Azeitona Galega da Beira Baixa IGP

Descrição: Entende-se por Azeitona Galega da Beira Baixa o produto preparado, «azeitona de conserva» ou «azeitona de mesa» obtido a partir da variedade Galega da espécie Olea europaea L..

O fruto é colocado diretamente em salmoura, ou preparado com especiarias ou outros produtos como sejam ervas aromáticas (louro, orégãos, tomilho) limão e alho.

A Azeitona Galega da Beira Baixa apresenta as seguintes características físicas, químicas e organoléticas específicas:

  • Peso médio: variável entre 2g e 3g;
  • Cloreto de sódio (NaCl): variável entre 5% e 10%;
  • Cor: preto antracite a castanho sépia;
  • Aroma: ligeiramente avinhado - superior a 2.

A Azeitona Galega da Beira Baixa apresenta-se no mercado nas seguintes formas:

  • Azeitonas inteiras: Azeitonas, com ou sem pedúnculo, com a sua forma natural e cujo caroço não foi removido;
  • Azeitonas retalhadas: Azeitonas golpeadas no sentido longitudinal por cortes na pele e parte da polpa;
  • Azeitonas descaroçadas: Azeitonas às quais o caroço foi removido, mantendo praticamente a sua forma natural;
  • Azeitonas em rodelas: Azeitonas descaroçadas ou recheadas cortadas no sentido transversal em segmentos de espessura igualmente uniforme;
  • Pasta de azeitona: Obtida a partir da polpa de azeitona moída (min. 95%), podendo ser adicionados outros ingredientes: azeite virgem extra, sal, limão, alho e ervas aromáticas (como orégãos, tomilho, louro, ou malagueta).

Método de produção: A fermentação da Azeitona Galega da Beira Baixa IGP é efetuada pelo método de cura natural, sendo que o processo tradicional de fermentação utilizado transmitido ao longo de gerações entre os intervenientes locais, permite realçar as características do peso, coloração, teor de sal e o ligeiro aroma a avinhado, que a distinguem dos seus congéneres.

Características particulares: O clima e o solo da região, a experiência das populações locais fazem da Azeitona Galega da Beira Baixa IGP um produto com características únicas.

Área geográfica: A produção da Azeitona Galega da Beira Baixa IGP encontra-se circunscrita a todas as freguesias dos concelhos de Covilhã, Belmonte, Fundão, Penamacor, Idanha-a-Nova, Castelo Branco, Vila Velha de Ródão, Proença-a-Nova, Oleiros, Sertã, Vila de Rei e Mação.

História: O cultivo da oliveira está intimamente ligado à região da Beira Baixa, conforme se comprova em diversos registos históricos, que indicam que já no início do século XVI o olival se apresentava bem implantado na região, sendo que nas imediações de Castelo Branco já se formavam extensos olivais. A Azeitona Galega da Beira Baixa obtida através de processos de fabrico e técnicas de conservação que vêm sendo transmitidas de geração em geração e que se mantêm até aos dias de hoje, é considerada um produto tradicional nesta região, e ocupa desde há muito um importante lugar tanto na alimentação dos seus habitantes como no desenvolvimento da economia local.

Caderno de especificações em análise (pdf)

Plano de controlo (pdf)

Agrupamento de produtores
APABI - Associação de Produtores de Azeite da Beira Interior

Organismo de controlo e certificação
CERTIS – Controlo e Certificação, Lda.

Publicação em DR
Despacho n.º 10106/2019, de 8 de novembro
Despacho n.º 6249/2019, de 8 de julho

Fonte da imagem: Frutas, Legumes e Flores