Produtos Tradicionais Portugueses

Produtos Tradicionais Portugueses

Fogaça da Feira IGP

Fogaça da Feira IGP

Descrição: Fogaça da Feira IGP é um pão doce com leve sabor e aroma a limão e canela, de tonalidade acastanhada e forma cónica estilizando no topo quatro bicos. É constituída por uma massa solta e leve, de cor ligeiramente amarelada, com pequenas perfurações sendo estaladiça no exterior. Comercialmente pode apresentar-se embalada, a granel ou congelada, sob vários tamanhos, desde que a altura da Fogaça da Feira respeite uma variação de 35% para mais ou para menos, em relação ao diâmetro da base. Pode apresentar-se ainda em metades e/ou fatiada.

Método de produção: Salienta-se o enrolamento da massa em cone que deve ser executado sempre no mesmo sentido, de baixo para cima. Esta fase depende inteiramente do saber fazer local, quer pela avaliação das condições climáticas (que podem influenciar a maturidade da massa) quer pelo adestramento manual necessário para garantir a forma final que a caracteriza. Já durante a cozedura, são retiradas para fora do forno e, à mão, separam-se os cortes no topo. Depois, retornam ao forno até estarem devidamente cozidas. Esta operação é determinante para que o calor penetre no interior das fogaças, cozendo-as uniformemente, apresentando-se a massa solta e leve por dentro, graças à harmonia do tempo e da temperatura de cozedura. Esta operação é essencial para que as fogaças depois de cozidas apresentem o aspeto pelo qual são conhecidas: a representação das torres do Castelo da Feira, estando a avaliação do momento oportuno para o fazer dependente da experiência e sensibilidade do fogaceiro.

Características particulares: As características específicas da Fogaça da Feira IGP, nomeadamente a sua forma cónica, resultam da sua forte ligação à área geográfica, do saber fazer local no que ao processo de preparação diz respeito, em particular à mistura dos ingredientes e ao amassar, puxar a massa em rolo e espalmar em gravata, até ao enrolar em cone, que culmina com o corte que estiliza a parte superior: os quatro bicos no topo que sugerem as quatro torres do castelo de Santa Maria da Feira e que distinguem claramente a Fogaça da Feira de outros tipos de pão doce.

Área de produção: A área geográfica para produção de Fogaça da Feira IGP está circunscrita ao concelho de Santa Maria da Feira.

História: A Festa das Fogaceiras é uma tradição secular que, em 2005 completou quinhentos anos, marcados pela devoção do povo das Terras de Santa Maria, e é atualmente a mais emblemática festividade do concelho de Santa Maria da Feira. Sabe-se da importância da Fogaça da Feira IGP no concelho de Santa Maria da Feira desde tempos muito remotos, havendo referências da fogaça como foro nas inquirições de 1220, mandadas realizar por D. Afonso II, na Terra de Santa Maria, sede administrativa e militar desta região, tendo como sede a Vila da Feira e o seu Castelo, que lhe inspirou a forma. Pela sua relação histórica com a realização da Festa das Fogaceiras na cidade-sede, em que a fogaça é o voto sagrado dedicado a São Sebastião, aqui foi criando raízes.

Marca de certificação
marca fogaca feira2

Caderno de especificações (pdf)

Área geográfica

Agrupamento de produtores
Agrupamento de Produtores de Fogaça da Feira

Organismo de controlo e certificação
SAGILAB Laboratório de Análises Técnicas, Lda

Publicações no Jornal Oficial da UE
Publicação do Documento Único – C58/45 13.02.2016
Regulamento de Execução (UE) 2016/930 da Comissão de 1 de junho

Publicação em DR
Despacho n.º 9532/2015, de 21.08.2015
Aviso (extrato) n.º 4260/2015, de 21.04.2014
Aviso n.º 13704/2014, de 09.12.2014