Produtos Tradicionais Portugueses

Produtos Tradicionais Portugueses

Pão da Celeste

Pão da Celeste

Descrição: Pão de textura rugosa, cor castanha clara, sabor e odor a farinha de trigo. Apresenta uma côdea caraterística de ser cozido em forno a lenha. 

Características particulares: Pão, feito em forno de lenha, apresentando-se em forma de pada.

Espécies, variedades ou raças: Pão de trigo.

Ligação à paisagem natural: O local onde o pão é produzido é bastante rico em azenhas de água, pelo que, a farinha de milho e trigo, foi bastante comercializada na zona.

Ingredientes utilizados: Farinha de trigo, fermento, sal e água.

Modo de preparação: De véspera, amassa-se a farinha com o fermento, sal e água. Deixa-se levedar até ao dia seguinte. Enquanto se aquece o forno, dá-se abas à massa e deixa-se a levedar, novamente. Depois de estar lêveda, tendem-se pequenas bolas de massa que se levam a repousar, num tendal branco e deixam-se outra vez a levedar. Depois do forno quente, retiram-se-lhe as brasas com o rodo e varre-se o forno com o “sorrascador”. De seguida, colocam-se as bolas da massa em cima da pá do forno, dando-se-lhe a forma da pada. Vai a cozer com o forno bem tapado.

Saber fazer: “Dar abas”- quando a massa está lêveda - com as mãos molhadas, dá-se-lhe volta, para que perca o ar e voltar a levedar.

Formas de comercialização: É comercializado por uma padeira do lugar de Lavandeira, freguesia de Soza.

Disponibilidade do produto: Ao longo de todo o ano.

Historial do produto: É um pão caseiro, que é confecionado por uma padeira que o comercializa, diariamente pela região.

Representatividade na alimentação local: É uma variedade de pão, que tem bastante procura, pela sua qualidade.

Disponibilidade do produto: Oferta contínua.

Outras designações: Padas.

Área geográfica de produção: Concelho de Vagos, freguesia de Soza, lugar de Lavandeira.

Fonte: Confraria Gastronómica As Saínhas de Vagos